Live lança a série “Mulheres Incríveis” para apresentar profissionais que trabalham em hospitais no interior de Goiás

Amor Cantado mulher

As mulheres representam cerca de 65% dos mais de seis milhões de profissionais atuantes no setor público e privado de saúde no Brasil. Em nível global, de acordo com o Fundo de População das Nações Unidades (UNFPA), 70% das equipes assistenciais e de serviço social são compostas pelo gênero.

Pensando na força de trabalho dessas profissionais, o projeto “Amor Cantado – Acolhimento Musical” – live transmitida semanalmente para os Hospitais Estaduais de Trindade (Hetrin), Luziânia (HEL), Formosa (HEF) e São Luís de Montes Belos – Dr. Geraldo Landó (HESLMB) – lançou nesta quarta-feira, 9, a série “Mulheres Incríveis”. Em todas as edições do mês de março, os telespectadores serão apresentados às profissionais que dedicam suas vidas no cuidado com o próximo.

A ideia surgiu para homenagear e agradecer as mais de 1.300 mulheres que compõem o quadro de funcionários dos cinco hospitais administrados pelo Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento no Estado de Goiás. “Elas representam 82,6% de toda nossa força de trabalho. Não poderíamos deixar de prestar essa singela homenagem. Nossa gratidão por toda dedicação de cada uma delas é diária”, afirma Getro de Oliveira Pádua, diretor do IMED.

No primeiro episódio, pacientes, familiares e outros telespectadores da live puderam conhecer um pouco mais das profissionais do Hospital Estadual de Trindade (Hetrin), inclusive, a diretora da unidade, Vânia Fernandes. “Acredito que a presença marcante de mulheres no ambiente hospitalar está atrelada à necessidade social do cuidar, que diz respeito ao nosso instinto materno e ancestral”, destacou Vânia.  

Para Hercílio Ramos Júnior, engenheiro e cantor voluntário do Amor Cantado, a presença das mulheres na área da saúde é essencial para humanizar ainda mais os serviços oferecidos à população. “É um misto de competência, determinação, força, garra, amor, solidariedade e empatia. Esses ingredientes são essenciais para cuidar de outros seres humanos. Por isso elas estão em todos os lugares, seja na diretoria, na gerência, na coordenação, nas áreas técnicas, assistenciais e administrativas”, finaliza Hercílio.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content