Iniciativa faz parte do Novembro Azul que incentiva a realização de exames preventivos

O Hospital Regional de Luziânia (HRL) aderiu à campanha do Novembro Azul ao realizar  uma série de ações durante o mês para alertar seus colaboradores, pacientes e   moradores da região sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Este tipo de câncer é o segundo mais comum em homens, atrás apenas do câncer de pele, segundo Instituto Nacional do Câncer (INCA). A iniciativa do Novembro Azul teve início em 2003, na Austrália, com o objetivo de chamar atenção para a prevenção da doença.

“Todos do HRL estão juntos na campanha do Novembro Azul para a criação de uma rotina de prevenção que poderá ser um facilitador do tratamento do câncer de próstata”, explica Bianca Piasecki, diretora do hospital.

As ações do HRL visam alertar os homens para a necessidade de cuidarem da saúde regularmente. O hospital colocou cartazes informativos nos principais pontos de passagem de pacientes, colaboradores e familiares com informações sobre os sintomas e dicas para melhor compreender e tratar a doença.

A fachada do hospital está iluminada de azul o que chama atenção da população à distância. Também foram distribuídos Cards entre os funcionários, que são compartilhados por meio de aplicativos com familiares e pacientes.

 “É sempre muito importante realizar todos os exames necessários como forma de prevenção do câncer de próstata. Como colaborador do Hospital Regional de Luziânia é meu dever alertar a todos sobre o perigo dessa doença”, diz Paulo Rodrigues, Gerente de Facilites.

Sintomas

No período inicial, o câncer de próstata não apresenta sintoma, porém quando os primeiros sinais começam a aparecer cerca de 95% dos casos já estão em fase avançada, dificultando a cura.

Nessa fase, os sintomas mais comuns são: dor óssea, dor ao urinar, vontade de urinar repetidamente e presença de sangue na urina. Histórico familiar é um fator importante na prevenção, além da incidência maior deste tipo de câncer em homens negros.

Prevenção

A forma mais simples de prevenir é por meio dos exames. Os cuidados com a saúde estão cada vez mais presentes e a maioria dos homens já não se intimida com o exame de toque retal, pois é o mais simples e rápido para detecção do aumento da glândula. Há também a opção do exame de sangue PSA (antígeno prostático específico). Detectar precocemente a doença é a chance maior de cura e de um tratamento menos invasivo.

Sobre HRL

O Hospital Regional de Luziânia (HRL) começou a receber os primeiros pacientes com sintomas de Covid-19 no dia 20 de maio de 2020. Vieram transferidos pela central estadual de regulação de vagas do Estado de Goiás. Os leitos são ocupados gradualmente, a partir da avaliação diária e conjunta da direção com a Secretaria Estadual de Saúde.

Estadualizado, após passar oito anos em obras, o HRL foi o primeiro hospital do entorno do Distrito Federal dedicado a tratar pacientes com sintomas respiratórios agudos causados pelo novo coronavírus. Cerca de 1,2 milhão de pessoas, que moram na região, são beneficiadas pelo Hospital Regional de Luziânia.

Assessoria de Comunicação

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br
Luiz Fernando Fernandes (61) 99242-3668 – luizfernando@ecco.inf.br

1 Comment

  1. Pingback: Hospitais de Goiás reforçam a importância da doação de sangue na ‘live’ Amor Cantado -

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content