O primeiro paciente do Hospital Regional de Luziânia (GO) chegou pouco antes das 13h na portaria do Pronto Socorro. Na triagem, antes mesmo de entrar no HRL, o soldado de 29 anos, morador do Jardim Ingá, relatou seus sintomas: febre de 38º durante três dias, sudorese noturna, tosse e mal-estar. Mesmo sem apresentar febre na chegada ao hospital, ele foi encaminhado para exame e, aos médicos, explicou que o exército pediu para ele garantir que não está doente antes de voltar ao trabalho. O material colhido das mucosas nasais foi encaminhado ao Laboratório Central e ele orientado a permanecer em casa, em repouso e isolamento, até o laudo definitivo que sai em três dias.

O HRL abriu, ontem (20/05) para o público do entorno de Brasília: uma população estimada em 1, 2 milhão de pessoas que, agora, têm um hospital equipado e pronto para atender doentes de Covid-19. O hospital estadualizado e administrado pelo Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (IMED) começa a atender, inicialmente, com 30 leitos para pacientes semicríticos e,  20 para os que necessitam de  cuidados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Tempo recorde

Menos de semana foi o tempo que o IMED  levou para realocar e contratar pessoal especializado,  receber,  montar e testar os  equipamento. Além disso, organizar o ambiente hospitalar , providenciar a sinalização de orientação aos  pacientes e desinfetar tudo para abrir ao público.

Uma verdadeira operação de guerra mobilizou gestores e diretores da Organização Social. A OS atendeu  ao chamamento público do Governo de Goiás para dar conta da missão de acolher os pacientes com síndromes respiratórias, mais especificamente Covid-19. “Fizemos em menos de uma semana o que levaria pelo menos um mês. Só na seleção de pessoal avaliamos mais de três mil currículos para chegar aos 140. Instalamos e testamos dezenas de equipamentos e tudo está limpo e organizado”, contou Getro de Oliveira Pádua, diretor do IMED.

Hospital de referência

Após a pandemia de Covid-19, o Hospital Regional de Luziânia se tornará referência no atendimento à população do Entorno de Brasília. A informação é do governador de Goiás, Ronaldo Caiado. “Nós vamos ter um hospital estruturado também para continuar servindo a população do Entorno como hospital de referência. A população de Brasília que precisar vai poder contar com esse hospital também. O acesso aos serviços de saúdes tem de ser universal.” Caiada esteve em Luziânia na semana passada vistoriando as instalações do HRL.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *