O projeto foi realizado em conjunto com a diocese de Luziânia e contou com a participação de cerca de 100 moradores

Atendimento psicológico foi uma das várias ações realizadas. Foto: Luiz Fernando Fernandes

Praticar a solidariedade é um passo fundamental para promover o bem-estar e melhorar a qualidade de vida de todas as pessoas.

Foi com esse objetivo que o Hospital Estadual de Luziânia (HEL), com ajuda da Diocese de Luziânia, realizou a ação social “Cuidando com muito amor” no último sábado (11). A atividade aconteceu no bairro Jardim São Paulo, em Luziânia, e contou com a presença de cerca de 100 moradores da região.

Foram oferecidos serviços como atendimento médico, enfermagem, nutrição, psicologia e assistência social, todos realizados voluntariamente por colaboradores do HEL.

Senhas foram ofertadas na ocasião, permitindo que diversas famílias carentes tivessem a oportunidade de usufruir de todos os serviços disponíveis – que respeitaram os protocolos de segurança devido à pandemia da Covid-19.

Integrante da Comissão de Responsabilidade Social da unidade, o colaborador Keuvy Bezerra de Melo fantasiou-se de palhaço para alegrar as crianças presentes na ação. Ele organizou brincadeiras, dançou e cantou com os pequenos. Também foram distribuídas balas, pipocas e chocolates, além de balões coloridos.

Colaboradores participaram ativamente do evento. Foto: Luiz Fernando Fernandes

O projeto foi realizado em conjunto com o Padre Oclair Alves, pároco da região, que, com o apoio do Hospital Estadual de Luziânia, pôde auxiliar as famílias presentes. “Essa comunidade do Jardim São Paulo é uma das mais acolhedoras de Luziânia, então devemos acolhê-los também”, disse.

Em clima festivo, os profissionais do hospital distribuíram cachorros quentes, pipocas, salgadinhos, chocolates e refrigerantes aos presentes. Para Camila Silva Pinheiro, gerente assistencial da unidade, a ocasião foi uma oportunidade para ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade. “Nosso dever vai além de atender aos que vão ao nosso hospital. Precisamos nos preocupar com todos que necessitam de amparo. E nós, que fazemos isso, somos os maiores agraciados pela chance de fazer o bem”, contou.

O diretor-geral do HEL, Francisco Amud, participou desse momento de acolhimento e se emocionou pela oportunidade de ajudar as pessoas da comunidade. “Juntos podemos tornar a vida de cada um aqui melhor”, afirmou Amud.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content