Paciente Flora Teodoro da Silva completa 82 anos nesta quarta-feira (09). Foto: Divulgação

O projeto Amor Cantado – Acolhimento Musical continua levando mensagens de carinho, e apoio para pacientes internados em tratamento de Covid-19 e outras enfermidades. E Nesta semana a homenageada foi Flora Teodoro da Silva, que completa 82 anos nesta quarta-feira (9). Internada desde o dia 23 de agosto na enfermaria do Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin) para tratar um problema cardíaco, ela recebeu mensagens de apoio do cantor – e também aniversariante – Hercílio Ramos Júnior, que comanda a iniciativa transmitida simultaneamente no Hutrin e no Hospital Regional de Luziânia (HRL).

Emocionada com a live, dona Flora agradeceu toda a equipe envolvida no projeto. “Foi tudo muito bom, eu adorei os parabéns e a música que cantaram para mim. Estou muito grata”, disse. Ela também recebeu uma homenagem especial dos colaboradores do Hutrin, que a surpreenderam com bexigas e bolo para celebrar mais um ano de vida.   

Pacientes internados no Hospital Regional de Luziânia também se emocionaram e agradeceram a iniciativa do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento – IMED, que tem como objetivo a humanização dos hospitais e dos atendimentos oferecidos à população. “Aqui tem tudo de bom. Todo mundo é carinhoso e cuidadoso. Essa live do Amor Cantado é muito cativante, o cantor tem todo um cuidado para falar com os pacientes. Espero ver ele cantando na próxima semana em casa”, afirmou Odair Fidêncio, de 64 anos.

“É bem gratificante ouvir músicas em nossa homenagem. Me senti a pessoa mais importante do mundo. Aqui no hospital eles realmente se importam com os pacientes e isso é muito importante para Luziânia ter um hospital assim”, disse  Luana Santana, de 29 anos, muito entusiasmada com os momentos que vivenciou junto com os demais internados.

Projeto

As lives do projeto Amor Cantado – Acolhimento Musical já somam mais de 180 minutos de programação e 900 visualizações, sendo que cada transmissão ao vivo pelo canal TV IMED tem cerca de 30 minutos. “A música transcende a matéria e entra no cérebro mudando os aspectos emocionais e equilibrando muito mais as pessoas. Esse é um valor inestimável principalmente na época de pandemia que estamos vivendo”, afirmou Hercílio Ramos Júnior.

“O amor cantado traz esse trabalho, esse carinho e esse amor para os pacientes e funcionários. Para mim é uma honra fantástica participar desse projeto”, finalizou Hercílio. Familiares dos internados e os colaboradores das unidades também podem acompanhar as lives através de smartphone, notebook ou Smart Tv.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *