Recuperada, Rosa Marta de 66 anos agora está em casa aos cuidados da filha

Familiares e profissionais da saúde comemoraram a alta de Rosa Marta. Foto: Divulgação

Cuidar de dezenas de pacientes é um desafio diário e bem cumprido pelos colaboradores do Hospital Estadual de Luziânia (HEL) desde sua inauguração em maio de 2020. Porém, a fisioterapeuta Luciana de Souza Matos vivenciou essa experiência totalmente diferente, pois a profissional teve que ver sua própria mãe, Rosa Marta de Souza, internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

Após os primeiros sintomas aparecerem ainda em setembro, a profissional visitou a mãe depois dos alertas dos irmãos sobre a saúde da matriarca. A internação veio cinco dias depois, visto que a doméstica aposentada de 66 anos teve uma piora rápida. Com a avaliação da equipe multidisciplinar, a intubação foi a alternativa escolhida para o tratamento da mãe de sete filhos.

Mesmo cuidando de inúmeras mães, pais e filhos de outras pessoas, ver a própria mãe internada não foi tarefa fácil para a fisioterapeuta Luciana, que se agarrou na ideia de vê-la novamente firme e forte comandando a família. O Hospital Estadual de Luziânia prestou todo apoio e suporte necessário devido à delicada situação vivenciada, porém ambas não se deixaram abalar pelo ocorrido.

“No dia que ela foi intubada o HEL juntamente do Dr. Alexandre Ferreira e a minha coordenadora Adriana Matos me acolheram e abraçaram da melhor forma possível. Eu não imaginava como seria duro e triste estar no papel de filha e não de fisioterapeuta de um paciente”, contou a fisioterapeuta.

Depois de 15 dias de visitas diárias durante seu período de jantar, Luciana viu sua mãe tendo uma incrível recuperação, graças aos cuidados prestados pelos profissionais de saúde do HEL. Após a extubação e saída da UTI, Rosa Marta foi encaminhada para a enfermaria, local onde poderia continuar seu tratamento.

Todo período de internação de Rosa Marta foi acompanhado diariamente pelos profissionais designados, com exames diários, ajustes ventilatórios e monitoramento para que ela pudesse retomar sua funcionalidade para se recuperar rapidamente.

A alta da mãe da fisioterapeuta foi comemorada como festa, com muita música e celebração. Familiares, amigos e profissionais do hospital compareceram ao momento especial depois de 34 dias internada. Agora Rosa Maria é cuidada em casa ela filha, seguindo a orientação médica e continuando o tratamento.

“Já trabalhei em outros hospitais de campanha, mas decidi pelo HEL de imediato como opção de confiança para cuidar dela, sei que aqui o tratamento é diferenciado e humanizado”, complementa Luciana.

O diretor-geral do Hospital Estadual de Luziânia, Francisco Amud, também se emocionou com a recuperação de Rosa Marta. “São histórias assim que aquecem nossos corações. Quando fiquei sabendo da internação da mãe da fisioterapeuta Luciana, fiz questão de dar todo apoio e suporte para que ambas pudessem ficar bem. No final tudo deu certo e agora elas estão em casa”.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content