A movimentação para o início das atividades no Hospital Regional de Luziânia (HRL), que acontecerá nesta quinta-feira, 21, tem sido acompanhada de perto por veículos de comunicação regionais e nacionais. Sites como O Democrático, Jornal Opção e Saúde Business destacaram em suas páginas as informações sobre a unidade que, nesse primeiro momento, atenderá pacientes com síndromes respiratórias, entre elas, as causadas pelo Covid-19.

O Hospital Regional de Luziânia, gerenciado pelo Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento IMED, tem 72 leitos. Sendo 20 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 31 para pacientes em estado semicrítico. Na unidade há 22 respiradores, dois desfibriladores, 12 monitores multiparamétricos, um respirador/ventilador e mobiliário e, nos próximos dias, deverá receber também um tomógrafo para atendimento à população. Cerca de 140 profissionais foram contratados no primeiro processo seletivo.

O hospital atenderá essencialmente pacientes com síndromes respiratórias, entre elas as causadas pelo Covid-19.

Cerca de 1,2 milhão de pessoas moram na região e serão beneficiadas pela abertura da unidade de saúde. Luziânia tem 46 casos confirmados e três mortes causadas pelo Coronavírus.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *