Em três meses de operação, 210 pessoas já tiveram alta da unidade

O Hospital Regional de Luziânia (HRL) comemorou a alta de oito pacientes completamente curados da Covid-19 na última quarta-feira (19). Com idades entre 47 e 83 anos, entraram na unidade com sintomas característicos de síndrome respiratória aguda grave, como febre, tosse e falta de ar. Nenhum dos pacientes precisou ser transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) durante o tratamento.

Ao deixarem a unidade, eles foram recebidos com festa, aplausos e bexigas pelos colaboradores do hospital, que acompanharam diariamente a luta de cada um contra a doença. Os familiares, que aguardavam no lado de fora do hospital, receberam os pacientes com muita alegria e emoção.

Em três meses de funcionamento, o maior hospital de campanha do entorno de Brasília soma 210 altas, sendo 98 de pacientes residentes no município de Luziânia. O sucesso dos atendimentos e, principalmente, das recuperações dessas pessoas deve-se ao empenho dos profissionais da saúde que se revezam diariamente para acolher e cuidar a população. As oito altas desta quarta-feira entram na estatística dos mais de 100 mil pacientes curados no estado de Goiás.

Sobre HRL

O Hospital Regional de Luziânia (HRL) começou a receber os primeiros pacientes com sintomas de Covid-19 no dia 20 de maio de 2020. Vieram transferidos pela central estadual de regulação de vagas do Estado de Goiás. Os leitos são ocupados gradualmente, a partir da avaliação diária e conjunta da direção com a Secretaria Estadual de Saúde.

Estadualizado, após passar oito anos em obras, o HRL foi o primeiro hospital do entorno do Distrito Federal dedicado a tratar pacientes com sintomas respiratórios agudos causados pelo novo coronavírus. Cerca de 1,2 milhão de pessoas, que moram na região, são beneficiadas pelo Hospital Regional de Luziânia.

Assessoria de Comunicação

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br
Luiz Fernando Fernandes (61) 99242-3668 – luizfernando@ecco.inf.br

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *