Live reforça que manter os ossos saudáveis é fundamental e que devemos iniciar os cuidados o quanto antes

Ao atingir a idade adulta o corpo humano chega a ter 206 ossos que, juntos promovem a sua sustentação e locomoção, além de garantir a proteção dos órgãos, como no caso do crânio e das costelas. Suas diversas funções são essenciais para mantermos uma boa saúde, o que é lembrado hoje, 20 de outubro, Dia Mundial da Osteoporose.  Para ajudar a conscientizar a população sobre a prevenção da doença, a live “Amor Cantado” reforça os cuidados preventivos.

Hormônios como o estrogênio e a testosterona atuam no corpo em parceria com os ossos que são responsáveis pela renovação das células sanguíneas (glóbulos vermelhos, brancos e plaquetas) e por armazenar minerais (cálcio e fósforo). Porém, com o passar dos anos ocorre queda na produção desses hormônios, o que prejudica a reposição da massa óssea e deixa os ossos mais frágeis e porosos, aumentando os riscos de quedas e fraturas.

A osteoporose atinge cerca de dez milhões de brasileiros, segundo estudos do International Osteoporosis Foundation (IOF). Entre eles, é comum a doença se manifestar em mulheres que já passaram pela menopausa, com mais de 45 anos e em homens, a partir dos 50 anos

Do diagnóstico ao tratamento

Por ser uma doença silenciosa, muitas vezes a osteoporose é diagnosticada apenas após uma fratura no osso. Fatores como o histórico familiar, tabagismo, disfunção de tireoide, má alimentação e sedentarismo, influenciam o aparecimento da doença.

Ao passo em que a ciência avança nos estudos sobre a osteoporose, apostar na qualidade de vida continua sendo o melhor remédio. Já o tratamento se baseia em desacelerar o processo de perda da massa óssea e estimular a sua resistência com ajustes na alimentação – para repor nutrientes e vitaminas – e caso necessário a indicação médica de suplementos como cálcio e vitamina D, entre outras medidas.

Prevenção

A prevenção começa logo cedo, durante a infância, com consumo de alimentos ricos em cálcio, como o leite e seus derivados, brócolis, folhas verdes, entre outros. O incentivo da prática de exercício físicos ajuda a estimular e fortalecer o esqueleto.

“A vitamina D desempenha um papel muito importante para a prevenção da osteoporose, pois auxilia a absorção dos nutrientes. O projeto Nascer do Sol, realizado em nossas unidades do IMED, utiliza esse fator para melhorar o processo de recuperação dos pacientes a partir de exercícios, banho de sol e muita música”, afirma afirmou Getro de Padua, diretor do IMED.

O acolhimento musical – Amor Cantado – realizado pelo Instituto de Medicina e Educação – Imed, alerta a população sobre os cuidados com a saúde, através de transmissões via Youtube e também para os Hospitais de Estaduais de Formosa (HEF), Luziânia (HEL), São Luís dos Montes Belos (HESLMB) e de Trindade (Hetrin).

“É muito importante reforçar que precisamos cuidar dos nossos ossos buscando uma vida saudável. Afinal, são eles que nos colocam de pé todos os dias para espalhar o amor”, disse Hercílio Ramos Júnior, engenheiro, cantor voluntário e apresentador do Amor Cantado há dois anos.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content